Neandertal

Todos nós sentimos curiosidade  sobre a evolução humana.

Eu mesma,com meu filho Lorenzo, já visitei diversos museus de História Natural, sempre deixando a imaginação voar sobre como seria sobreviver morando em cavernas, enfrentando animais ferozes , tentando dominar a natureza e proteger  a nossa espécie. Precisavam sair para buscar alimento.

Dizem que o horror que as mulheres sentem pelas espécies rastejantes  advém da época das cavernas quando , sozinhas com suas crias, no escuro, precisavam lidar com o problema. Seria,assim, a memória ancestral, ainda remanescente.

Mas, com o avanço da ciência,novas descobertas ocorrem.  A publicada  nessa matéria diz respeito à saúde dos neandertais.

(en.wikipedia.org)

Neandertal usava ervas medicinais para se tratar, diz novo levantamento.

Comunicação CSIC/Divulgação
Cientistas trabalham na caverna espanhola de El Sidrón, localizada no norte do país, que era habitada por neandertais
Cientistas trabalham na caverna espanhola de El Sidrón, localizada no norte do país, que era habitada por neandertais

RAFAEL GARCIA
EM WASHINGTON

A espécie de humanos distinta do Homo sapiens que habitou a Europa até 30 mil anos atrás -os neandertais- tinha uma cultura tão sofisticada que incluía até conhecimento sobre ervas medicinais. Cientistas analisaram a composição química do tártaro acumulado em dentes fossilizados de um indivíduo da espécie e encontraram traços de camomila, mil-folhas e outras plantas que não puderam ser identificadas.

“Acreditamos que ele estivesse consumindo essas folhas para automedicação, porque o gosto delas não é muito bom”, disse àFolha Karen Hardy, arqueóloga da Universidade de York que fez a descoberta. “As plantas que identificamos também têm valor nutricional muito baixo, e certamente eles não as comiam para obter energia.”

“A camomila, claro, é conhecida hoje como chá para acalmar os nervos”, diz Hardy. “Já o mil-folhas às vezes é receitado contra resfriado.”

Os fósseis de 50 mil anos vêm de um sítio arqueológico na caverna de El Sidrón, no norte da Espanha.

Para identificar os diferentes componentes de plantas que estavam aprisionados no tártaro dos hominídeos, os cientistas combinaram a espectrometria de massa (técnica para revelar a composição química de materiais) com a análise de imagens de microscópio eletrônico, que revelou grãos minúsculos de plantas fósseis trituradas.

O estudo analisou dez indivíduos e encontrou evidências de consumo de plantas com amido em todos. Três deles exibiam traços de carboidratos sugerindo que os vegetais haviam sido cozidos.

Um dos fósseis -o mesmo que consumira ervas medicinais -não apresentou traços químicos de consumo de carne. Uma surpresa para os cientistas, pois neandertais são considerados carnívoros.

“Precisamos de mais estudos antes de dizer se esse indivíduo pertencia a uma cultura vegetariana totalmente alternativa”, diz Hardy.

Anúncios

Sobre Lícia Peres

Sou socióloga, feminista, fundadora do PDT, mãe do Lorenzo, cinéfila, amante da literatura e da música. Nascida em Salvador-BA, adoro os verões baianos, onde encontro minha família de origem. Escrevo sobre temas da atualidade e, seguidamente, faço palestras.
Esse post foi publicado em Geral e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s